invert-default-slider-image
Para compor a diversidade cultural proposta pela Festa, os eventos de abertura e encerramento reunirão público e artistas para mesas de debate sobre os temas transversos à literatura e sua criação invisível. A programação será incrementada por peças de teatro, performances, saraus, filmes, shows e oficinas criativas de artistas da Zona Oeste e outros trabalhos que somem à pluralidade do evento.

HOMENAGEADO - Bairro de Realengo, um lugar para a Literatura

O território se faz história e cultura popular e regional enquanto espaço literário. A Literatura em si é um território próprio – o território da emoção, da criação, da informação.

A Flizo – Festa Literária da Zona Oeste, em sua 3ª edição, homenageia um local, um espaço, uma existência urbana fixa – o bairro de Realengo, pois urge preencher os vazios provocados pela desterritorialização, urge voltar-se para o local, para o cotidiano, para o resgate de historicidades, de tradições e costumes, e para a busca da reconstrução da sua singularidade.

Literatura enquanto apropriação estética das palavras, Festa Literária enquanto processo de reterritorialização.

 

PATROCÍNIO